Tuga Power

Um forum onde podes falar do que te apetecer sempre que quiseres diverte-te :D
 
InícioInício  PortalPortal  CalendárioCalendário  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-se  

Compartilhe | 
 

 O que é um Hacker? (seu perfil)

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Fox69
Admin
avatar

Número de Mensagens : 114
Localização : :/
Data de inscrição : 03/02/2009

MensagemAssunto: O que é um Hacker? (seu perfil)   Ter Fev 03, 2009 2:31 pm

What Is a Hacker?

The Jargon File contains a bunch of definitions of the term ‘hacker’, most having to do with technical adeptness and a delight in solving problems and overcoming limits. If you want to know how to become a hacker, though, only two are really relevant.

There is a community, a shared culture, of expert programmers and networking wizards that traces its history back through decades to the first time-sharing minicomputers and the earliest ARPAnet experiments. The members of this culture originated the term ‘hacker’. Hackers built the Internet. Hackers made the Unix operating system what it is today. Hackers run Usenet. Hackers make the World Wide Web work. If you are part of this culture, if you have contributed to it and other people in it know who you are and call you a hacker, you're a hacker.

The hacker mind-set is not confined to this software-hacker culture. There are people who apply the hacker attitude to other things, like electronics or music — actually, you can find it at the highest levels of any science or art. Software hackers recognize these kindred spirits elsewhere and may call them ‘hackers’ too — and some claim that the hacker nature is really independent of the particular medium the hacker works in. But in the rest of this document we will focus on the skills and attitudes of software hackers, and the traditions of the shared culture that originated the term ‘hacker’.

There is another group of people who loudly call themselves hackers, but aren't. These are people (mainly adolescent males) who get a kick out of breaking into computers and phreaking the phone system. Real hackers call these people ‘crackers’ and want nothing to do with them. Real hackers mostly think crackers are lazy, irresponsible, and not very bright, and object that being able to break security doesn't make you a hacker any more than being able to hotwire cars makes you an automotive engineer. Unfortunately, many journalists and writers have been fooled into using the word ‘hacker’ to describe crackers; this irritates real hackers no end.

The basic difference is this: hackers build things, crackers break them.

If you want to be a hacker, keep reading. If you want to be a cracker, go read the alt.2600 newsgroup and get ready to do five to ten in the slammer after finding out you aren't as smart as you think you are. And that's all I'm going to say about crackers.
The Hacker Attitude

1. The world is full of fascinating problems waiting to be solved.
2. No problem should ever have to be solved twice.
3. Boredom and drudgery are evil.
4. Freedom is good.
5. Attitude is no substitute for competence.

Hackers solve problems and build things, and they believe in freedom and voluntary mutual help. To be accepted as a hacker, you have to behave as though you have this kind of attitude yourself. And to behave as though you have the attitude, you have to really believe the attitude.

But if you think of cultivating hacker attitudes as just a way to gain acceptance in the culture, you'll miss the point. Becoming the kind of person who believes these things is important for you — for helping you learn and keeping you motivated. As with all creative arts, the most effective way to become a master is to imitate the mind-set of masters — not just intellectually but emotionally as well.

Or, as the following modern Zen poem has it:


To follow the path:
look to the master,
follow the master,
walk with the master,
see through the master,
become the master.

So, if you want to be a hacker, repeat the following things until you believe them:
1. The world is full of fascinating problems waiting to be solved.

Being a hacker is lots of fun, but it's a kind of fun that takes lots of effort. The effort takes motivation. Successful athletes get their motivation from a kind of physical delight in making their bodies perform, in pushing themselves past their own physical limits. Similarly, to be a hacker you have to get a basic thrill from solving problems, sharpening your skills, and exercising your intelligence.

If you aren't the kind of person that feels this way naturally, you'll need to become one in order to make it as a hacker. Otherwise you'll find your hacking energy is sapped by distractions like sex, money, and social approval.

(You also have to develop a kind of faith in your own learning capacity — a belief that even though you may not know all of what you need to solve a problem, if you tackle just a piece of it and learn from that, you'll learn enough to solve the next piece — and so on, until you're done.)
2. No problem should ever have to be solved twice.

Creative brains are a valuable, limited resource. They shouldn't be wasted on re-inventing the wheel when there are so many fascinating new problems waiting out there.

To behave like a hacker, you have to believe that the thinking time of other hackers is precious — so much so that it's almost a moral duty for you to share information, solve problems and then give the solutions away just so other hackers can solve new problems instead of having to perpetually re-address old ones.

Note, however, that "No problem should ever have to be solved twice." does not imply that you have to consider all existing solutions sacred, or that there is only one right solution to any given problem. Often, we learn a lot about the problem that we didn't know before by studying the first cut at a solution. It's OK, and often necessary, to decide that we can do better. What's not OK is artificial technical, legal, or institutional barriers (like closed-source code) that prevent a good solution from being re-used and force people to re-invent wheels.

(You don't have to believe that you're obligated to give all your creative product away, though the hackers that do are the ones that get most respect from other hackers. It's consistent with hacker values to sell enough of it to keep you in food and rent and computers. It's fine to use your hacking skills to support a family or even get rich, as long as you don't forget your loyalty to your art and your fellow hackers while doing it.)
3. Boredom and drudgery are evil.

Hackers (and creative people in general) should never be bored or have to drudge at stupid repetitive work, because when this happens it means they aren't doing what only they can do — solve new problems. This wastefulness hurts everybody. Therefore boredom and drudgery are not just unpleasant but actually evil.

To behave like a hacker, you have to believe this enough to want to automate away the boring bits as much as possible, not just for yourself but for everybody else (especially other hackers).

(There is one apparent exception to this. Hackers will sometimes do things that may seem repetitive or boring to an observer as a mind-clearing exercise, or in order to acquire a skill or have some particular kind of experience you can't have otherwise. But this is by choice — nobody who can think should ever be forced into a situation that bores them.)
4. Freedom is good.

Hackers are naturally anti-authoritarian. Anyone who can give you orders can stop you from solving whatever problem you're being fascinated by — and, given the way authoritarian minds work, will generally find some appallingly stupid reason to do so. So the authoritarian attitude has to be fought wherever you find it, lest it smother you and other hackers.

(This isn't the same as fighting all authority. Children need to be guided and criminals restrained. A hacker may agree to accept some kinds of authority in order to get something he wants more than the time he spends following orders. But that's a limited, conscious bargain; the kind of personal surrender authoritarians want is not on offer.)

Authoritarians thrive on censorship and secrecy. And they distrust voluntary cooperation and information-sharing — they only like ‘cooperation’ that they control. So to behave like a hacker, you have to develop an instinctive hostility to censorship, secrecy, and the use of force or deception to compel responsible adults. And you have to be willing to act on that belief.
5. Attitude is no substitute for competence.

To be a hacker, you have to develop some of these attitudes. But copping an attitude alone won't make you a hacker, any more than it will make you a champion athlete or a rock star. Becoming a hacker will take intelligence, practice, dedication, and hard work.

Therefore, you have to learn to distrust attitude and respect competence of every kind. Hackers won't let posers waste their time, but they worship competence — especially competence at hacking, but competence at anything is valued. Competence at demanding skills that few can master is especially good, and competence at demanding skills that involve mental acuteness, craft, and concentration is best.

If you revere competence, you'll enjoy developing it in yourself — the hard work and dedication will become a kind of intense play rather than drudgery. That attitude is vital to becoming a hacker.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://tuga-power.livreforum.com
Made
Admin
avatar

Número de Mensagens : 80
Data de inscrição : 03/02/2009

MensagemAssunto: Re: O que é um Hacker? (seu perfil)   Ter Fev 03, 2009 2:32 pm

(VERSAO traduziado para Portugues/Portugal)

Sim é isso ou:


O que é um hacker?

O Jargon File contém um monte de definições do termo "hacker", a maioria tendo a ver com adeptness técnica e um prazer em resolver problemas e superar limites. Se quiser saber como se tornar um hacker, porém, apenas duas são realmente relevantes.

Existe uma comunidade, uma cultura compartilhada, de programadores peritos e assistentes de rede que a sua história através de vestígios décadas para o primeiro tempo de partilha de minicomputadores e os primeiros experimentos Arpanet. Os membros desta cultura originaram o termo 'hacker'. Hackers construíram a Internet. Hackers feito o sistema operacional Unix o que é hoje. Hackers correr Usenet. Hackers fazem a World Wide Web funcionar. Se você é parte desta cultura, se você contribuiu a ela e outras pessoas que ele sabe quem você é e te chamam um hacker, você é um hacker.

O hacker mente-conjunto não se limita a este software, cultura hacker. Há pessoas que aplicam a atitude hacker a outras coisas, como eletrônica ou música - na verdade, você pode encontrá-la nos níveis mais elevados de qualquer ciência ou arte. Software hackers reconhecem esses espíritos noutras parentes e podem chamá-los "hackers" também - e alguns alegam que a natureza hacker é realmente independente da mídia particular o hacker trabalha pol Mas no restante deste documento que incidirá sobre as competências e atitudes hackers de software, e as tradições da cultura compartilhada que originou o termo 'hacker'.

Existe outro grupo de pessoas que intitulam-se ruidosamente hackers, mas não são. Estas são as pessoas (principalmente adolescentes do sexo masculino) que recebem um chute de fora, em invadir computadores e Phreaking o sistema telefônico. Real hackers chamar essas pessoas' crackers' e queremos nada com eles. Real hackers principalmente pensar crackers são preguiçosos, irresponsáveis, e não muito brilhante, e objeto que é capaz de quebrar a segurança não torná-lo um hacker mais do que qualquer ser capaz de hotwire carros faz de você um engenheiro automotivo. Infelizmente, muitos jornalistas e escritores foram enganados em usar a palavra "hacker" para descrever crackers; presente irrita reais hackers sem fim.

A diferença básica é esta: hackers construir coisas, crackers quebrá-las.

Se você quiser ser um hacker, continue a leitura. Se você quer ser um cracker, vá ler o newsgroup alt.2600 e prepare-se para fazer de cinco a dez no Slammer após descobrir que não são tão inteligentes quanto você acha que são. E isso é tudo que eu vou dizer sobre crackers.
A Atitude Hacker

1. O mundo está cheio de problemas fascinantes esperando para serem resolvidos.
2. Não há problema nunca deveria ter que ser resolvido duas vezes.
3. Boredom e escravidão são maus.
4. Liberdade é bom.
5. Atitude não é substituto para competência.

Hackers resolvem problemas e construir coisas, e eles acreditam na liberdade e na ajuda mútua voluntária. Para ser aceito como um hacker, você tem de se comportar como se você tem esse tipo de atitude você. E para se comportar como se você tem a atitude, você tem que realmente acreditam que a atitude.

Mas se você acha que o cultivo de atitudes hacker como apenas uma maneira de ganhar aceitação na cultura, você perder o ponto. Tornando-se o tipo de pessoa que entende dessas coisas é importante para você - para ajudá-lo a aprender e se manter motivado. Como acontece com todas as artes criativas, o modo mais eficaz de se tornar um mestre é imitar a mente-conjunto de mestres - não só intelectualmente, mas emocionalmente também.

Ou, como o seguinte poema Zen moderna tem-lo:


Para seguir o caminho:
olhar para o capitão,
siga o mestre,
caminhar com o comandante,
ver através do comandante,
se tornar o mestre.

Então, se você quiser ser um hacker, repita as seguinte coisas até que você acredite neles:
1. O mundo está cheio de problemas fascinantes esperando para serem resolvidos.

Ser um hacker é muito divertida, mas é um tipo de diversão que tem lotes de esforço. O esforço tem motivação. Sucesso atletas obter a sua motivação de uma espécie de deleite físico em fazer cumprir os seus corpos, em si passado empurrar seus próprios limites físicos. Do mesmo modo, para ser um hacker você precisa ter uma emoção básica de resolver problemas, afiar suas habilidades, e exercer sua inteligência.

Se você não é o tipo de pessoa que pensa dessa forma, naturalmente, você vai precisar para se tornar um, a fim de torná-la como um hacker. Senão você vai encontrar a sua energia é hackeado sapped por distrações como sexo, dinheiro e aprovação social.

(Você também tem que desenvolver uma espécie de fé na sua própria capacidade de aprendizagem - a crença de que mesmo que você não pode saber tudo o que você precisa para resolver um problema, se você atacar apenas um pedaço dela e aprender com isto, você ' ll aprender o suficiente para resolver a próxima peça - e assim por diante, até que você esteja feito.)
2. Não há problema nunca deveria ter que ser resolvido duas vezes.

Creative cérebros são um valioso, recurso limitado. Elas não devem ser desperdiçados na re-inventando a roda quando há tantos novos problemas fascinantes esperando lá fora.

Para comportar como um hacker, você tem que acreditar que o pensamento dos outros hackers tempo é precioso - tanto que é quase um dever moral para você compartilhar informação, resolver problemas e depois dar as soluções tão longe outros hackers possam resolver novos problemas ao invés de ter que re-perpétuos endereço antigas.

Note, no entanto, que "Não há problema nunca deveria ter que ser resolvido duas vezes." não significa que você tem que considerar todas as soluções existentes sagrado, ou que só existe uma solução certa para qualquer problema. Muitas vezes, aprendemos muito sobre o problema que não sabíamos antes, estudando o primeiro corte em uma solução. It's OK, e muitas vezes necessário, para decidir de que podemos fazer melhor. O que não é OK é artificial técnicos, jurídicos, ou barreiras institucionais (como o código-fonte fechado) que impedem que uma boa solução de ser reutilizada e obrigar as pessoas a re-inventar rodas.

(Você não tem que acreditar que você é obrigado a dar todo o seu produto criativo afastado, embora os "hackers" que não são as únicas que chegam mais respeito dos outros hackers. Hacker É compatível com valores de venda do que o suficiente para mantê-lo em alimentos e aluguel e computadores. It's fine "hacking" para usar sua habilidades para sustentar a família ou mesmo ficar rico, contanto que você não esqueça sua fidelidade à sua arte e seus companheiros hackers ao fazê-lo.)
3. Boredom e escravidão são maus.

Hackers (e pessoas criativas em geral) nunca devem ser entediado ou ter de trabalhar duro no trabalho repetitivo e estúpido, porque quando isto acontece, significa que eles não estão fazendo o que apenas eles podem fazer - resolver novos problemas. Esse desperdício prejudica a todos. Portanto tédio e escravidão não são apenas desagradáveis, mas realmente mal.

Para comportar como um hacker, você tem que acreditar nisso o suficiente para querer automatizar fora a enfadonha bits, tanto quanto possível, não só para si mas para todo mundo (principalmente outros hackers).

(Há uma exceção aparente a isso. Hackers vai fazer coisas que às vezes pode parecer repetitivo ou aborrecido para um observador como uma idéia de limpeza exercício, ou para adquirir uma habilidade ou ter algum tipo particular de experiência que você não pode ter outra . Mas isso é por opção - ninguém pode pensar que nunca deve ser forçado em uma situação que furos-los.)
4. Liberdade é bom.

Hackers são naturalmente anti-autoritários. Quem pode lhe dar ordens pode pará-lo de resolver qualquer problema que você será fascinado por - e, dada a forma autoritária mentes trabalho, geralmente vai encontrar alguns terrivelmente estúpida razão para fazê-lo. Portanto, a atitude autoritária deve ser combatida onde quer que você encontrá-lo, para que ela te sufocar e outros hackers.

(Este não é o mesmo que lutar contra toda autoridade. Crianças precisam ser orientadas e criminosos conteve. Um hacker pode aceitar a aceitar alguns tipos de autoridade, a fim de obter algo que ele quer mais do que o tempo que ele gasta seguir ordens. Mas isso é uma limitada, consciente pechincha; o tipo de pessoal não deseja entregar authoritarians em oferta.)

Authoritarians prosperar sobre censura e sigilo. E eles desconfiança cooperação voluntária e compartilhamento de informações - eles apenas como "cooperação" que eles controlam. Então, se comportar como um hacker, você tem que desenvolver uma hostilidade instintiva à censura, sigilo, assim como o uso da força ou fraude para compelir adultos responsáveis. E você tem que estar disposta a agir sobre essa crença.
5. Atitude não é substituto para competência.

Para ser um hacker, você tem que desenvolver algumas dessas atitudes. Mas COPPING uma atitude sozinho não vai fazer de você um hacker, qualquer mais do que ele irá fazer de você um atleta campeão ou uma estrela rock. Tornando-se um hacker terá inteligência, prática, dedicação e trabalho árduo.

Portanto, você tem que aprender a desconfiança atitude e respeitar todo tipo de competência. Hackers não deixarei posers resíduos seu tempo, mas eles adoram competência - especialmente competência em pirataria, mas competência em qualquer coisa é valorizada. Competência em habilidades exigentes que poucos podem dominar é especialmente boa, e competência em habilidades exigentes que envolvem agudeza mental, artesanato, e concentração é o melhor.

Se você reverenciar competência, você terá que desenvolver em si mesmo - o trabalho duro e dedicação se tornará uma espécie de jogo intenso, em vez de escravidão. Essa atitude é vital para se tornar um hacker.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
 
O que é um Hacker? (seu perfil)
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Perfil EMB 110C - VASP
» Como colocar música no perfil
» [Imagens] Thor de Phecda
» Lockerz
» [Outras Coleções] One Piece.

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Tuga Power :: Hacking Zone-
Ir para: